Barcelona En Comú apoia as candidaturas de Manuela D'Ávila e Guilherme Boulos nas eleições municipais do Brasil

Barcelona en Comú dá o seu apoio à candidatura de Guilherme Boulos para a prefeitura de São Paulo e à de Manuela D'Ávila para a prefeitura de Porto Alegre no segundo turno das eleições municipais do Brasil.

Guilherme Boulos, que vem do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), e Manuela D'Ávila, do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), se apresentam com um programa de governo baseado na solidariedade, de mãos dadas com os movimentos sociais. Ambos representam um antagonismo direto ao bolsonarismo e defendem um plano de reestruturação social para acabar com a desigualdade e a pobreza, defendendo a educação e a saúde pública.

No primeiro turno, ocorrido no dia 15 de novembro, a sociedade brasileira castigou o bolsonarismo e suas políticas contra o povo, e apostou em candidaturas municipalistas, feministas e a favor da justiça social em diversas cidades do Brasil.

Barcelona en Comú celebra especialmente a vitória de Erika Hilton, que se torna a primeira vereadora negra e trans na Câmara Municipal de São Paulo, e a conquista da viúva de Marielle Franco, Monica Benicio, que dará continuidade à luta de Marielle como vereadora no Rio de Janeiro. Também queremos visibilizar o trabalho incansável dos movimentos Ocupa Política, Mulheres Negras Decidem, Bancada Ativista e Muitas, que tem tido um papel chave na construção de candidaturas municipalistas e no empoderamento de mulheres e pessoas não brancas e de origem popular na política brasileira.

No dia 29 de novembro, os cidadãos e cidadãs de São Paulo e Porto Alegre tem em suas mãos a possibilidade de somar-se a uma onda de esperança gerada pela vitória da esquerda na Bolívia, o plebiscito histórico a favor de uma constituinte no Chile, e a derrota de Donald Trump. Barcelona en Comú convoca a todos os eleitores para que elejam Manuela D'Ávila e Guilherme Boulos, para retomar um caminho em direção à justiça social e ambiental com origens populares.

Neste domingo temos a chance de continuar tecendo a rede municipalista global de cidades sem medo. A hora é agora!